Meu Pet Pegou Coronavírus, Vou Pegar?

Meu pet pegou Coronavírus, vou pegar também? Quais as diferenças dos sintomas? São muitas as dúvidas que surgem quanto à possibilidade de os pets também pegarem Coronavírus. Mas existe uma diferença entre o COVID-19 e a forma canina e felina do Coronavírus (Coronavirose). Confira…

Meu Pet Pegou Coronavírus, Vou Pegar Também?

O mundo está cada vez mais assustado e conscientizado quanto a essa nova pandemia, o COVID-19 que começou o surto pela China, chegando rapidamente a Europa e atingindo principalmente a Itália e agora com fortes impactos no Brasil também.

É muito importante que você saiba a relação dos humanos com os animais domésticos nesse momento.

Vimos recentemente comunicados de médicos veterinários chineses constatando que um cachorro de lá havia contraído de forma leve o novo Coronavírus (COVID-19).

A epidemia começou na cidade de Wuhan, onde vimos vários cães e gatos que moravam nas ruas sendo brutalmente assassinados, sem que o povo tivesse tido o mínimo de compaixão com estes animais.

Coronavirose é Diferente do COVID-19

A “Coronavirose” é uma doença que pode ser comum entre cães e gatos.

Ela não pode ser transmitida aos humanos pelos pets, mas apenas entre os pets mesmo, através da eliminação e contato com as suas fezes.

Os sintomas são parecidos ao da parvovirose, que é a decorrência de um vomito seguido de sangue.

O vírus ataca o organismo provocando até mesmo gastroenterite hemorrágica.

Então, fique tranquilo, a forma canina ou felina do Coronavírus não afeta humanos, porém todo cuidado é necessário e nunca é demais se prevenir e manter a higiene.

Você pode gostar também: Como garantir que cães e gatos convivam bem?

Sintomas e o que sabemos até agora sobre COVID-19

Já são quase 200 mil pessoas infectadas no mundo todo, e barrar o vírus não é uma tarefa nada fácil, afinal o contato por mucosas já é sim fator para passar a transmissão de uma pessoa a outra.

O COVID-19 foi descoberto em dezembro de 2019 na província de Hebei, na China.

A ligação que se tem é que um médico local que posteriormente tentou informar sobre a possível pandemia, porém as autoridades chinesas reprimiram e nesse ponto tivemos um atraso no combate da pandemia, que poderia ter sido freado em terras orientais.

Mesmo pessoas que não tem contatos com animais e que não fazem de sua alimentação o uso de carnes por exemplo, acabaram se infectando com o novo vírus.

Qual o potencial de contaminação?

O vírus pode ser transmitido através de vias respiratórias, sendo transmitido pelas secreções respiratórias. Quando o indivíduo falar ou respirar, ele irá expelir gotículas que instantaneamente podem ser transmitidas a outras pessoas.

O potencial de doenças respiratórias é ainda maior em pessoas que já são idosas ou que tem quadros agravantes de asma e diabetes.

Porém vale ressaltar que nenhum grupo está imune ao Coronavírus.

Os principais sintomas e como podem progredir?

Os primeiros sintomas podem lembrar uma nova gripe como tosse, dificuldade para respirar, garganta e acompanhada também de febre.

É muito semelhante como qualquer outra virose, lembrando um pouco do que aconteceu com o surte de Influenza H1N1.

Mas os problemas começam a ficar mais graves quando os indivíduos começam a apresentar problemas ainda mais agudos como falta de respiração e é nesse momento que os pacientes irão precisar de ventilação mecânica.

O que precisamos pensar até antes mesmo do que os nossos pets, é como um país com um sistema de saúde tão precário irá combater essa pandemia se ela se alarmar?

Logo, é imperativo, cuidar-se, manter sempre a higiene tanto sua quanto de seu pet e isolar-se em caso de suspeita de infecção. Se os sintomas se agravarem, procure um médico rapidamente!

Leia também: Meu Pet Pode Pegar Coronavírus?

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência e para entender como você usa nossos serviços. Aceito Leia Mais